Preços da arroba do boi gordo nos EUA estão na ‘estratosfera’

Bem diferente do cenário brasileiro, os norte-americanos vivem de boas notícias para o preço do gado; Preços recordes para todas as categorias de gado estão sendo praticados

CVNEWS/REDAçãO


Foto: Shelby Chesnut

Quando se trata de mercado pecuário para os produtores norte-americanos não do que reclamar, é uma notícia boa atrás da outra. Preços recordes para todas as categorias de gado estão sendo pagos neste momento, e quase certamente haverá novos preços médios recordes para todo o ano de 2024, de acordo com os especialistas do mercado de gado da Consultoria CattleFax, uma empresa especializada em mercados de carne nos Estados Unidos. Eles apresentaram seu último relatório na Convenção Nacional de Gado, na Flórida, no último mês.

Recentemente, o mercado pecuário tem sido alvo de intensos debates devido aos preços praticados pela arroba do bovino terminado nos Estados Unidos, atingindo aproximadamente US$99,00 por arroba, equivalente a cerca de R$520,00. Em contraste com o mercado brasileiro, especificamente tomando São Paulo como referência, essa diferença representa um ágio de R$290,00, com a arroba hoje negociada a R$230,00, preço bruto e prazo.

Na verdade a consultoria acredita que estes bons tempos nos mercados de gado podem durar algum tempo, talvez pelos próximos três ou quatro anos, à medida que os pecuaristas reconstroem os rebanhos de vacas para atender à demanda por carne bovina. Foto: Divulgação Por que os preços do gado estão tão altos?

A maior razão é que o número de cabeças de gado tem diminuído nos últimos anos – principalmente devido à seca nos estados onde se concentra a maioria do gado norte-americano. Embora a seca tenha diminuído em algumas áreas no ano passado, isso não aconteceu em todos os lugares. A empresa de consultoria relata que metade de todas as vacas de corte estavam em clima seco ou em uma área de seca total no ano passado. Alguns ainda estão, e isso está limitando a capacidade de muitos produtores de aumentarem seus rebanhos.

O relatório de inventário de gado do USDA divulgado esta semana confirmou o abate contínuo – assim como no Brasil – de vacas durante o ano passado. O número total de bovinos caiu 2% em relação ao ano anterior, para 28 milhões de cabeças. Muitos esperam que o número de estoques caia novamente no próximo ano. Na verdade, Randy Blach, CEO da CattleFax, acredita que o pico dos preços do gado deste ciclo poderá ocorrer em 2026. Gado bovino dos EUA chegou ao patamar mais baixo desde 1951

Outra razão para os altos preços do gado vem do lado da demanda – As pessoas ainda amam a sua carne bovina, e esses preços premium ainda não diminuíram a demanda. Os preços da carne bovina no varejo atingiram, em média, um recorde de US$ 7,90 no ano passado, para todas as classes de carne.

Esse alto preço de varejo pode ser um motivo para cautela no futuro do gado. A oferta de carne suína e de aves está aumentando este ano em pequenas quantidades, e seus preços médios no varejo são apenas cerca de metade dos da carne bovina. Os especialistas acreditam que, em algum momento, os consumidores poderão recorrer mais fortemente a essas carnes alternativas.

Para os produtores que estão pensando em expandir seus rebanhos bovinos para capitalizar esses bons preços, CattleFax diz que agora é a hora. São necessários mais de dois anos para criar uma novilha substituta e tirar dela um bezerro para obter o efeito total desses mercados. Mike Murphy, da CattleFax, diz que novilhas criadas agora são vendidas por cerca de US$ 2.400. Mas se essa vaca permanecer produtiva durante cinco ou seis anos, esse preço terá sido uma pechincha de 1.000 dólares ou mais durante a sua vida.



COMENTÁRIOS