Tiago Nunes é demitido do Botafogo após levar empate de time boliviano nos acréscimos

Resultados insatisfatórios e relacionamento conturbado com o elenco foram os fatores que levaram à demissão do técnico; clube também anunciou venda de Victor Sá, o que revoltou a torcida

JOVEM PAN / JOVEM PAN


Tiago Nunes comanda o Botafogo no duelo com o Aurora, em Cochabamba / Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo anunciou nesta quinta-feira a demissão do técnico Tiago Nunes, um dia após o empate por 1 a 1 contra o Aurora na fase preliminar da Copa Libertadores. A decisão veio após uma reunião da diretoria, que também oficializou a venda do atacante Victor Sá para o Krasnodar, da Rússia, o que gerou descontentamento entre os torcedores. “O Botafogo informa que Tiago Nunes não é mais o técnico da equipe profissional. Em reunião das lideranças do clube na manhã desta quinta-feira, foi decidido o término do vínculo com o treinador. John Textor e o departamento de futebol estão no mercado em busca de um novo comandante para liderar a equipe nos desafios da temporada”, declarou o Fogão em comunicado oficial.

Nunes vinha enfrentando críticas devido ao desempenho insatisfatório da equipe, somado a desentendimentos com alguns jogadores. O empate contra o Aurora, após estar vencendo até os 50 minutos do segundo tempo, foi o último fator que levou à sua demissão. Para substituí-lo interinamente, o auxiliar técnico permanente Fabio Mathias assumirá o comando da equipe e estará à beira do campo no próximo jogo contra o Audax Rio, válido pela décima rodada do Campeonato Carioca.

Já a venda de Victor Sá para o Krasnodar também gerou revolta entre os torcedores. O Botafogo anunciou que o jogador manifestou o desejo de buscar um novo desafio profissional, e a proposta dos russos atendeu aos critérios estabelecidos pelo clube. Apesar do agradecimento a á por sua conduta profissional e dedicação ao clube, muitos botafoguenses expressaram indignação nas redes sociais, criticando a decisão de liberar um dos melhores jogadores da equipe. Alguns temem que essa negociação seja o prenúncio de um desempenho ainda pior na Copa Libertadores.

*Com informações do Estadão Conteúdo



COMENTÁRIOS