Rodada que foi concluída nesta segunda-feira colocou o Palmeiras pela primeira vez na liderança.

Goleiro flamenguista fez pelo menos cinco grandes defesas no clássico contra o Fluminense e deixou o campo ovacionado pelos torcedores.

FUTEBOL INTERIOR


Hugo Souza é o principal destaque da oitava rodada. Foto: Marcelo Cortes

Campinas, SP, 30 (AFI) – A oitava rodada do Campeonato Brasileiro foi encerrada nesta segunda-feira com Internacional e Atlético-GO, em Porto Alegre. Por isso, agora o Portal Futebol Interior divulga a Seleção com os destaques da rodada. O time foi definido no esquema 3-5-2 e tem o paredão Hugo Souza e é dirigido por João Martins, auxiliar do líder Palmeiras.

CONFIRA A SELEÇÃO FI DA 8ª RODADA:

Goleiro: Hugo Souza (Flamengo) Hugo Souza foi eleito o melhor em campo na vitória do Flamengo sobre o Fluminense, por 2 a 1, no Maracanã. Muito criticado por falhas recentes, o jovem fez pelo menos cinco grandes defesas e saiu de campo ovacionado pelos torcedores. Sem dúvida nenhuma um momento emocionante e de redenção do atleta flamenguista.

Zagueiro: Gustavo Gómez (Palmeiras) Eleito o melhor em campo, Gustavo Gómez teve atuação de gala na vitória do Palmeiras sobre o Santos, por 1 a 0, na Vila Belmiro. Ele foi impecável na marcação e no final do segundo tempo apareceu na área para cabecear para o fundo das redes – contou com desvio de Lucas Pires.

Zagueiro: Márcio Silva (Coritiba) O Coritiba segue invicto no Couto Pereira, tendo agora feito como vítima o Botafogo, numa vitória por 1 a 0. O time paranaense soube usar o fator casa e contou com ótima atuação de Márcio Silva para sair de campo com os três pontos. Vitória importante para manter o time na parte de cima da tabela e bem longe da zona de rebaicamento.

Zagueiro: Pedro Henrique (Athletico-PR) O Athletico-PR venceu o Cuiabá, por 1 a 0, no Mato Grosso, e teve como destaque o desempenho do bom zagueiro Pedro Henrique. O jogador foi impecável na marcação por baixo e pelo alto, tendo grande parcela de contribuição em mais três pontos do Furacão, em ascensão sob o comando do pentacampeão Luiz Felipe Scolari.

Lateral-direito: Rafinha (São Paulo) Rafinha tem sido muito regular com a camisa do São Paulo e no empate com o Ceará, por 2 a 2, não foi diferente. O jogador foi muito participativo no ataque – deu assistência pro gol de Calleri – e também acabou ajudando na recomposição. Aos 36 anos, é um dos melhores jogadores nesta posição no futebol brasileiro. Volante: Andreas Pereira (Flamengo) Andreas Pereira fez gol e deu assistência para o gol de Gabriel na vitória do Flamengo sobre o Fluminense, por 2 a 1, no Maracanã. Ainda contestado pelo torcedor, o volante naturalizado belga fez uma partidaça e ajudou o rubro-negro a encerrar jejum de cinco jogos contra o Fluzão.

Volante: Zé Welisson (Fortaleza) Não foi neste final de semana que o Fortaleza conseguiu vencer pela primeira vez no Brasileirão, contudo, pelo menos empatou com o Juventude, por 1 a 1, no Castelão. Um dos mais ativos em campo, o volante Zé Welisson mostrou muita disposição e provou que seu faro de gol está em dia ao estufar as redes em chute no canto do goleiro César.

Meia: Alan Patrick (Internacional)

Apesar do gosto amargo do empate com o Atlético-GO, por 1 a 1, o Internacional teve a boa notícia do retorno de Alan Patrick ao time titular. Em campo, o jogador foi participativo e deu assistência para o gol de Wanderson, logo aos 11 minutos do primeiro tempo. A diretoria colorado depositou e deposita muita expectativa no meia, que retornou ao Brasil após longa passagem pela Europa.

Lateral-esquerdo: Rubens (Atlético-MG) No sufoco, o Atlético-MG bateu o Avaí, de virada, por 2 a 1, no Mineirão. Utilizado nos últimos jogos, o jovem Rubens tem aproveitado as oportunidades e recebido elogios. No domingo, teve atuação segura pelo lado esquerdo e colaborou bastante com desarmes. Esforço que foi reconhecido pelo torcedor no final do jogo.

Atacante: Igor Paixão (Coritiba) Jogador mais acionado no ataque do Coritiba, deu trabalho para a zaga do Botafogo e ainda marcou um belo gol que sacramentou a vitória do Coxa, mantendo ainda a invencibilidade do time paranaense jogando no Couto Pereira na temporada.

Atacante: Calleri (São Paulo) “Toca no Calleri que é gol”. Nunca essa música fez tanto sentido para o atual momento do atacante são-paulino. No empate com o Ceará, por 2 a 2, o argentino voltou a deixar sua marca logo aos seis minutos do primeiro tempo, confirmando sua boa fase com a camisa tricolor. Ele ainda teve outros dois gols anulados durante os 90 minutos.

Técnico: João Martins (Palmeiras) Com Abel Ferreira suspenso, João Martins ficou à beira do campo e comandou o Palmeiras na vitória sobre o Santos, por 1 a 0, na Vila Belmiro. O Verdão não fez a melhor das partidas, mas venceu com gol salvador de Gustavo Gómez na reta final do segundo tempo. A vitória no clássico colocou o Palmeiras pela primeira vez na liderança do Brasileirão.



COMENTÁRIOS