Milho: veja o que pode mexer com os preços do mercado na semana

Volume de oferta no Brasil vai aumentando, enquanto no cenário internacional foco está nos trabalhos de campo do Meio-Oeste dos EUA

BATANEWS/CANAL RURAL


Foto: Tony Oliveira/CNA

Acompanhe os fatos que deverão merecer a atenção do mercado de milho na próxima semana. As dicas são do analista da consultoria Safras & Mercado Fernando Henrique Iglesias:

– O mercado brasileiro de milho encerrou a última semana apresentando fluxo inexpressivo de negócios. O volume de oferta vai aumentando conforme se aproxima a entrada da safrinha no mercado;

– Os consumidores mantêm a estratégia de realizar compras pontuais e avançar sua posição de maneira mais consistente no mercado após a entrada da safrinha;

– Com a segunda safra de milho se desenvolvendo de maneira adequada, a tendência é bastante clara: o mercado deve buscar a paridade de exportação, em um ano de estoques enxutos ao redor do mundo;

– Nesse ambiente, o câmbio e a Bolsa de Chicago serão fatores preponderantes para a formação de preço local;

– No mercado internacional, o foco está direcionado ao avanço do trabalho de campo no Meio-Oeste norte-americano, que aparentemente flui de maneira satisfatória nos últimos dias;

– O desenvolvimento das lavouras no Meio-Oeste norte-americano também será fundamental em um “weather market' (mercado climático) extremamente nervoso, dada a posição dos estoques globais de milho;

– Dados corriqueiros, como as exportações semanais, também serão fator relevante para a formação de tendência;

– A Rússia tenta barganhar a criação de um corredor para fluir as exportações de commodities ucranianas em troca da remoção das sanções econômicas impostas pelo Ocidente.

Foto: Tony Oliveira/CNA



COMENTÁRIOS